Notícias » Economia

26 de Julho de 2018
Temer diz que Embraer abrirá centro de treinamento na África do Sul
Clique para ampliar

O presidente Michel Temer afirmou hoje (27) que será inaugurado “em breve” um centro de treinamento da fabricante brasileira de aviões Embraer, em Joanesburgo, na África do Sul.

Ele declarou que o novo centro contará com equipamentos modernos e formará milhares de profissionais por ano na África.

O presidente Michel Temer assina medida provisória de modernização do Marco Legal do Setor de Saneamento Básico.
Temer anunciou abertura de centro de treinamento da Embraer na África do Sul (José Cruz/Agência Brasil)

“Será importante investimento da Embraer em favor da capacitação de profissionais em áreas de vanguarda, em favor da tecnologia e da inovação”, disse o presidente, depois de participar da última reunião da 10ª Cúpula do Brics, em Joanesburgo.

Vacinas

Como foi divulgado ontem (26) na declaração conjunta dos chefes de estado do Brics, Temer confirmou que o bloco vai criar um Centro de Pesquisa em Vacinas, que terá sede na África do Sul. Segundo o presidente, o objetivo do centro é “contribuir para a redução da dependência de fabricantes tradicionais de vacinas”.

O presidente disse que em Joanesburgo também foi aberto o Escritório para a África do Novo Banco do Desenvolvimento. O banco do Brics foi inaugurado em 2015, com sede em Xangai, para financiar projetos de infraestrutura de países do bloco e de outras economias em desenvolvimento.

Segundo Temer, já foram aprovados US$ 200 milhões para aprimorar a infraestrutura portuária de Durban, na África do Sul.

O Brics - formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - encerra hoje (27) a 10ª Cúpula, realizada desde a última quarta-feira (25) em Joanesburgo. Na última reunião, Michel Temer se encontrou com presidentes de países africanos e convidados de outras regiões que não compõem o bloco.

Prioridade

Temer enfatizou que a aproximação com a África é uma “prioridade permanente” do Brasil, que está ligado ao continente africano “pela história, pela cultura, pelo sangue”.

Ele destacou que o país já vem adotando medidas de estreitamento das relações econômicas com os africanos, além do apoio para que o Brics seja aliado no desenvolvimento do continente.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o Brics responde por 23% do Produto Interno Bruto (PIB – a soma de todas as riquezas produzidas no país) e 18,2% do comércio mundial. Em dez anos, o comércio entre os países do bloco evoluiu de US$ 92 bilhões para US$ 288 bilhões.

Edição: Kleber Sampaio / EBC


+ NOTÍCIAS


 
NO AR

Musical

Com: ..
Horário: Das 20hs às 00hs
Copyright © 2018 - Radio Cidade Jandaia LTDA